Escrever Profissionalmente Ou Escrever por Hobby?

Há um dilema que gera algumas discussões quando falamos sobre a vida de escritor, que é justamente sobre a profissionalização da carreira. Por tanto vamos conversar um pouco sobre escrever profissionalmente e escrever por hobby.

Obviamente sabemos o que é escrever por hobby, nutrir aquela paixão por escrita e reservar os momentos livres para pôr no papel sua criatividade.

Mas a coisa fica um pouco mais complicada quando falamos sobre ser um escritor profissional, já que as opiniões de quem vive no meio divergem e cada um parece ter um conceito formado sobre a prática.

Nas próximas linhas vamos discorrer sobre o assunto e discutir sobre a escrita profissional e amadora.

Escrever profissionalmente: o que é ser um escritor profissional?

Escrever profissionalmente: o que é ser um escritor profissional?
Escrever profissionalmente: o que é ser um escritor profissional? (Foto: retirada do Canva)

É sabido que a Classificação Brasileira das Ocupações (CBO) reconhece a profissão de escritor, aqui no Brasil, mas por não ser regulamentada os escritores não podem contar com alguns direitos e garantias.

Em minhas pesquisas sobre o assunto encontrei algumas fontes que consideram o escritor profissional aquele que ganha dinheiro com a venda de seus livros.

Com o advento da internet, no entanto, os meios de ser remunerado com o uso da escrita vão além da publicação de livros.

Um escritor hoje pode ganhar dinheiro produzindo conteúdo para blogs, e-books, roteiros de games, peças teatrais e filmes, sem contar com algumas prestações de serviço.

Então ser um escritor profissional diz respeito a ter a escrita como sua fonte de renda, mesmo que isso divirja de opinião para opinião.

O escritor amador

O escritor amador, pela própria definição da palavra, é aquele que se dedica a criar seus textos por gosto, sem torná-lo sua profissão.

Gosto de pensar na palavra pelo seu sentido de amar: amador, aquele que ama, pois para qualquer coisa que nos dedicamos a fazer temos que colocar nosso amor.

E mesmo os escritores mais renomados em algum momento de suas vidas também não foram amadores?

Escrever profissionalmente ou amadoramente?

Agora nossa discussão chega ao ponto em que queremos. Se você está aqui e chegou até esse ponto é porque sonha ou sonhou em algum momento da sua vida, em ser escritor.

Dessa forma se você está se perguntando se deve ser um escritor profissional ou escritor amador, analise bem alguns pontos antes de tomar uma decisão a cerca de manter-se escrevendo por hobby ou dedicar-se profissionalmente a escrita.

Primeiramente responda essas perguntas:

  • Aonde quero chegar com as minhas histórias/livros?
  • Como encaro a escrita na minha vida?
  • Minhas histórias e meus livros são o que para mim?
  • Quanto tempo estou disposto (a) a ceder para a minha escrita?
  • Almejo ganhar dinheiro com serviços de escrita ou com a venda dos meus livros?
  • Quero viver única e exclusivamente da renda literária?
  • Estudar técnicas de escrita estão nos meus planos?

Esse é o começo para se chegar ao ponto desejado.

Finalmente escritor

Finalmente escritor. (Foto: retirada do Canva)
Finalmente escritor. (Foto: retirada do Canva)

Tenha em mente que escrever é um exercício diário que exige concentração e uma rotina bem rígida, pois depende única e exclusivamente da sua dedicação.

No artigo 5 Passos Para Escrever Seu Livro eu dou algumas dicas para manter-se assíduo na tarefa de escrita.

Além disso é importante estudar mercado editorial e se inteirar do meio literário e de vendas, afinal essa será sua fonte de renda, em algum momento você precisará pensar nas suas criações como um produto que precisa ser vendido.

E não esqueça que não é porque para ser um escritor você não precisa ser formado que pode descartar completamente os estudos da sua vida.

Sendo assim, é imprescindível para o escritor que ele estude, busque, corra atrás de cursos, informações, grupos para trocas de experiências. Algumas faculdades, como a de jornalismo e letras são escolhas interessantes para quem quer se inteirar do meio literário.

E por fim é preciso ter muito amor pela profissão, que muitas vezes é marginalizada, mas extremamente recompensadora.

Agora que você já sabe algumas implicâncias da vida literária, pode se decidir entre ser um escritor amador ou ser um escritor profissional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *